OUTROS DESTAQUES
Estratégia
TCU dá sinal verde para licitação de satélite brasileiro
terça-feira, 30 de julho de 2002 , 19h51 | POR REDAÇÃO

Depois de quase um ano, a Anatel finalmente retomará as licitações de satélite brasileiro. A licitação estava marcada para outubro do ano passado, mas foi suspensa dias antes pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que não concordava com a metodologia usada pela Anatel para o cálculo do preço mínimo. O aviso da retomada da licitação, com novas datas e preços mínimos, será publicado no Diário Oficial da União e em jornais de grande circulação na quinta, dia 1º. A partir da sexta, dia 2, contam-se 47 dias para a entrega de propostas (17 de setembro). Serão licitadas 17 posições orbitais. Podem participar da disputa quaisquer empresas constituídas segundo as leis brasileiras, mas uma mesma empresa só pode ganhar no máximo três posições.
O novo preço mínimo, que inicialmente era de R$ 3,3 milhões, será de R$ 4,31 milhões. A diferença deve-se à variação cambial, já que o preço é calculado em dólar.
Na metodologia usada pela agência, o valor mínimo, em dólar, era de US$ 1,3 milhão. O TCU pediu que a Anatel aplicasse a metodologia VPL – Valor Presente Líquido baseado no fluxo de caixa descontado. Com isto, o preço mínimo passou para US$ 1,38 milhão. Mas como a Anatel só conseguiu vencer os trâmites legais agora que o real teve uma desvalorização recorde, o preço mínimo ficou um milhão de reais mais caro.

Seminário

No dia 29 de agosto acontece em São Paulo o semináro "As opções de negócios em satélites", promovido pela revistas TELETIME, PAY-TV e TELA VIVA. O conselheiro da Anatel José Leite participará do evento, debatendo a diferença regulatória entre os serviços nacionais e os internacionais.
O seminário dará grande destaque para as diferentes opções de negócios existentes hoje com o uso da infra-estrutura satelital, em aplicações que vão da educação à distância à segurança. Alguns grandes usuários dos serviços contarão como o satélite ajuda no desenvolvimento de modelos de negócios em treinamento, distribuição de conteúdo e logística. Para dar uma visão internacional das aplicações satelitais, virá de Londres o especialista Olof Lundberg, fundador e ex-CEO da Inmarsat, fundador e ex-CEO da ICO Global Communications e atual chairman e CEO da Globalstar. Informações pelo site www.convergeeventos.com.br ou pelo telefone (11) 3120-2351.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top