OUTROS DESTAQUES
Telefonia local
Embratel quer oferecer linhas com dez dígitos
sexta-feira, 30 de agosto de 2002 , 19h05 | POR REDAÇÃO

A Embratel ainda não iniciou sua operação de telefonia local, mas já tem uma tática para driblar a falta de portabilidade numérica ? um dos maiores empecilhos à competição no serviço local. A idéia é oferecer para os clientes linhas que mantenham os números antigos mas acrescentem dois dígitos na frente: ?21?. Com isso, a operadora acredita que vencerá a resistência de muitas empresas em trocar seus números. ?Essa estratégia será usada inicialmente nas capitais onde os números têm atualmente 8 dígitos, como Rio de Janeiro e São Paulo?, revelou Paulo Roberto Ribeiro, diretor de vendas para o governo da Embratel. ?O 21 é como a estrela da Mercedes para a Embratel?, comentou o executivo, referindo-se à força de marketing do código de seleção de prestadoras (CSP) da companhia.
A expectativa da Embratel é iniciar sua operação em telefonia local nos próximos meses. Para tanto, falta apenas fechar os contratos de interconexão com as demais operadoras de telecomunicações. O foco da empresa, em princípio, será o mercado corporativo e a cobertura se limitará a nove grandes cidades até o final do ano.

Horizon, Canbrás e TVA

Além da Net Serviços, a Embratel confirmou que está negociando com as empresas de TV por assinatura Horizon, Canbrás e TVA para usar suas redes para a oferta de serviços de telefonia local. É esperado que alguns acordos sejam firmados em breve. No caso da Net Serviços, os testes já começaram. Entre as empresas citadas, fonte da TVA negou ter a Embratel entre as operadoras de telecomunicações com quem esteja negociando atualmente.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top