OUTROS DESTAQUES
Anatel rebate críticas à licitação de satélite II
quinta-feira, 30 de setembro de 1999 , 19h20 | POR REDAÇÃO

O senador paranaense levantou a suspeita de que estivesse havendo favorecimento ao consórcio espanhol Hispasat, o único habilitado no certame. O consórcio encabeçado pela empresa paulista Teleglobal não foi habilitado porque não conseguiu provar que o satélite que pretendia construir teria 50% de sua capacidade destinada ao Brasil. Guerreiro lembrou que não houve interesse do consórcio não habilitado em sanear os problemas de sua proposta. O consórcio Teleglobal, capitaneado por uma desconhecida empresa de trunking com o mesmo nome, já havia sido desabilitado quando tentou concorrer à empresa-espelho da Telesp.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top