OUTROS DESTAQUES
Redes
Programa integrará países sul-americanos
quinta-feira, 30 de outubro de 2003 , 19h41 | POR IVONE SANTANA

O programa de Integração da Infra-estrutura Regional Sul-Americana (IIRSA), promovido pela divisão de tecnologia de informação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BIRD), deverá ter início em meados de 2004, com duração de três a quatro anos para sua execução. O objetivo é harmonizar os ambientes regulatórios dos países da América do Sul, em telecomunicações e informática, considerados meios de inserção social.
Segundo o vice-presidente da Anatel e presidente da Regulatel – entidade que reúne as agências regulatórias da América Latina -, Antonio Carlos Valente, o IIRSA é vital para a integração física – infra-estrutura viária e ferroviária; portos e eixos – desses países, e telecomunicação é uma das prioridades do programa. Valente explica que a integração efetiva das redes de todos os países sul-americanos torna-se praticamente impossível quando a comunicação chega às fronteiras. E para a Regulatel essa integração é importante.
O IIRSA foi lançado em agosto de 2001 e é composto por nove projetos: formação de redes; conteúdo e serviços on-line para micro e pequenas empresas; estabelecer pontos regionais de acesso a redes; estimular a criação de conteúdo; organizar o uso de software aberto; prover assessoria aos países em livre comércio; promover a conectividade rural e tecnologias wireless; fazer o aproveitamento de capacidade ociosa de rede privada e satelital; e propiciar o desenvolvimento tecnológico para comunidades distantes.
O especialista da divisão de TI do BIRD, Francisco Vieira, não soube estimar o valor para execução do projeto, mas adiantou que será financiado pelo BIRD, pela Corporação Andina de Fomento e pelo Fon Plata. Valente disse que o BNDES também tem interesse em participar do financiamento do programa, porque o Brasil quer promover o desenvolvimento da exportação de serviços. Mas é delicado porque não existem garantias reais nesse segmento, concluiu. O programa vem sendo liderado no Brasil pelo Ministério do Planejamento.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top