OUTROS DESTAQUES
Serviços móveis
Celular será canal para TV digital via 3G, aposta Ericsson
terça-feira, 30 de outubro de 2007 , 13h49 | POR ANA LUIZA MAHLMEISTER

Assim como a difusão do YouTube na internet, o vídeo no celular terá seu auge com a chegada das redes de terceira geração (3G) no Brasil, prevista para 2008. ?O dispositivo móvel vai permitir a distribuição de mídia na conveniência do usuário ? onde quiser e no tempo que quiser?, disse Jesper Rhodes, vice-presidente de produtos multimídia da Ericsson. Segundo o executivo, em dois anos, 10% do mercado brasileiro utilizará dispositivos com 3G, com potencial de crescimento exponencial a partir da queda do preço dos aparelhos celulares.
A TV digital aliada à rede 3G permitirá a qualidade de vídeo no celular da forma que a TV aberta provê hoje na internet, diz Rhodes. O sinal digital permitirá que as operadoras ofereçam conteúdo premium aos assinantes, cobrando um valor baixo (entre R$ 1 e R$ 2) por clip de novelas, esportes e música.
?Hoje, existe uma indústria imensa de revistas que comentam novelas. Em pouco tempo, esse público do celular pré-pago, por exemplo, poderá ver previews no celular?, diz Rhodes. Outra conseqüência da 3G é o crescimento da banda larga móvel que competirá com a fixa. ?A 3G equipara a banda larga móvel à fixa, com boa qualidade de imagem, o que trará mais audiência para vídeo e outros serviços para dispositivos móveis?, afirma.
Outra aplicação do celular é como coadjuvante da IPTV, como meio de interação com os programas. Ele pode ser usado quase como um novo controle remoto, permitindo que o telespectador envie comentários, participe de pesquisas, faça compras etc.
O executivo participou nesta terça-feira, 30, do evento TV 2.0, promovido pela Converge Comunicações e as revistas TELETIME e TELA VIVA.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top