OUTROS DESTAQUES
TELEFONIA MÓVEL
Base de celulares encolhe 5,5% em 12 meses com a exclusão de 14 milhões de acessos
quarta-feira, 31 de maio de 2017 , 19h21

O Brasil fechou o mês de abril com 242,3 milhões de linhas móveis ativas, após perder 455 mil acessos em relação a março (-0,19%). Na comparação com igual mês de 2016, quando havia 256,4 milhões de acessos em funcionamento, a queda é de 5,50%, com a exclusão de 14,09 milhões de linhas. No mês de abril apenas a queda de base foi de 455 mil clientes móveis, sendo que a TIM foi a responsável pelo maior volume de desconexões, com 519 mil clientes a menos, seguida da Claro, com 29 mil usuários a menos. A Vivo cresceu 77 mil assinantes no mês a Oi, 4 mil, e a Nextel, 5,6 mil.

Segundo dados da Anatel, dos quatro maiores grupos, apenas a Vivo apresentou evolução nos últimos 12 meses, com acréscimo de 802,98 mil linhas (1,10%) e 77,3 mil entre março e abril (0,10%). Claro, TIM e Oi tiveram respectivamente reduções de 4,61 milhões (queda de 7,11%), 5,03 milhões (queda de 7,57%) e 5,60 milhões (decréscimo de 11,75%) entre abril deste ano e igual mês do ano passado.

As operadoras virtuais Datora (especializada em M2M) e Porto Seguro apresentaram crescimento nos últimos 12 meses, de 107,75% e 33,31% , respectivamente.

A tecnologia 4G (LTE) teve o maior crescimento nos últimos 12 meses, com adição de 39,18 milhões linhas (+112,31%). Só entre abril e março deste ano, o crescimento do LTE foi de 3,84%, com a ativação de mais 2,7 milhões de acessos. No mesmo período, as linhas M2M apresentaram crescimento de 1,79 milhão (+5,38%). As outras tecnologias apresentaram redução no número de linhas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro de lideranças do mercado de telecomunicações

19 de setembro a 20 de setembro
Royal Tulip Brasilia Alvorada, DF, Brasil
Top