OUTROS DESTAQUES
Mercado
Telecom e informática foram setores mais inovadores em 2005, segundo IBGE
terça-feira, 31 de julho de 2007 , 17h28 | POR REDAÇÃO

Os setores de pesquisa e desenvolvimento, telecomunicações e informática foram os maiores investidores em inovação tecnológica durante o ano de 2005. Pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que 3,3% dos gastos das teles naquele ano tinham como foco a inovação. Entre as empresas de informática, o esforço inovativo foi de 5,9% e no ramo de pesquisa e desenvolvimento, o índice chegou a 68,9%. Os percentuais são bem mais altos do que os apresentados pela indústria, que tiveram um nível de investimento de 2,8% apenas durante 2005.
Esta é a primeira vez que as empresas desses três ramos são incluídas na Pesquisa de Inovação Tecnológica (Pintec), feita pelo IBGE desde 2000. O resultado da análise das companhias de telecomunicações foi bastante positivo. A pesquisa concluiu que 45,9% das empresas do ramo inovaram ao longo de 2005. Na área de telecomunicações, os maiores percentuais de investimento foram na aquisição de software (0,9%), máquinas e equipamentos (0,76%) e propaganda de lançamento das inovações no mercado (0,72%).
O ramo de informática teve fôlego ainda maior nos gastos voltados para a inovação. O percentual de empresas que investiram no desenvolvimento de produtos e serviços novos foi de 57,6%. Os dados do IBGE mostram que as atividades internas de Pesquisa e Desenvolvimento (2,33%), a aquisição de máquinas e equipamentos (1,27%) e o treinamento (0,69%) correspondem às maiores fatias de gastos com inovação, em relação à receita líquida obtida com as vendas dessas empresas em 2005.
A pesquisa, apresentada pelo IBGE nesta terça-feira, 31, também aponta os maiores entraves para o aumento dos investimentos em inovação. As empresas pesquisadas declaram que os elevados custos, os riscos econômicos excessivos e a escassez de fontes de financiamento ainda são entraves para aportes mais vigorosos. No entanto, a levantamento do IBGE mostra que há vantagens em se arriscar com a inovação: a grande maioria das empresas inovadoras de pesquisa e desenvolvimento (90,2%) contou com o apoio do governo por meio de benefícios legais e financiamentos.
Ao todo, a Pintec contabilizou que 32,8 mil empresas fizeram inovação tecnológica em produto ou processo. Deste total, 30,4 mil são do ramo industrial e 2,4 mil de serviços de telecomunicações, informática e pesquisa e desenvolvimento, considerados de ?alta carga tecnológica?.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top