OUTROS DESTAQUES
Satélites
Consolidação põe em risco sobrevivência das pequenas
quarta-feira, 31 de agosto de 2005 , 21h30 | POR REDAÇÃO

A fusão da Intelsat e PanAmSat deflagrou o processo de consolidação no setor de satélites, como o maior negócio realizado entre grandes empresas, apesar de já ter ocorrido compra de participações em algumas companhias. Mas se a consolidação é benéfica ou não, depende do ponto de vista. A expectativa do setor era de que a consolidação começasse com as grandes empresas adquirindo as pequenas, o que não ocorreu. Agora, todas têm que se reposicionar e pensar em como será a competição daqui para frente. Para Edson Soffiatti, da StarOne, com a consolidação, as empresas pequenas tendem a sumir. ?Como operadora regional, também temos esta preocupação, no sentido de expandir o conhecimento local e tentar ser um bom player?, disse Soffiatti.
A StarOne é controlada pela Telmex, e Soffiatti espera obter sinergia com a empresa mexicana em sua área de atuação, ampliando seu horizonte restrito ao Brasil. Poderá assim ir para América Latina, México e Estados Unidos. "Não é estratégia da StarOne ser player nos EUA diretamente, mas é uma área importante para nós como conexão para atendermos nossos clientes", explicou Soffiatti.

Prejuízo para a indústria

Na opinião de Ruben Levcovtiz, da Hispamar, com a consolidação pode-se estar criando um monstro insustentável, o que é perigoso também para a indústria. Isto porque, quando precisar renovar a frota de satélites, os controladores poderão simplesmente vender a empresa e deixar o problema para o sucessor.
Jurandir Pitsch, da New Skies, lembrou que quem está indo às compras são os fundos de investimentos, ?que usam o caixa dessas empresas para se endividar. ?Empresas que eram saudáveis sairão desse processo altamente endividadas. É só ver Intelsat/PanAmSat (que estão em processo de fusão)?, alertou. ?Na América do Sul, as autoridades pensam que regular é criar barreiras e custos. Mas isto afugenta novas empresas.?

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top